Canabinóides e Asma

A asma é uma doença inflamatória crónica do sistema respiratório causada pela soma da inflamação, hiperresponsividade (aumento da atividade broncoconstritora) e obstrução intermitente das vias aéreas. A expressão clínica é variável, mas consiste principalmente na falta de ar, tosse, aperto no peito e chiado no peito. A asma ataca todas as faixas etárias, mas geralmente começa na infância. Não há cura, mas existem vários tratamentos que visam abordar os sintomas para melhorar a qualidade de vida.

Quando ocorrem ataques de asma, os músculos ao redor das vias aéreas ficam tensos, estreitando as vias aéreas. Se essa situação não for controlada, os sintomas podem piorar e gerar um estreitamento extremo, já que no nível celular as células começam a produzir mais muco, o que diminui as chances de entrada de ar nos pulmões.

asma y cannabis | Kalapa Clinic

Asma

  • Broncodilatador
  • Anti-inflamatório
  • Analgésico

Sumário

Os canabinóides podem ter um efeito positivo em pessoas com asma. Também os benefícios anti-inflamatórios e analgésicos causam uma diminuição no processo inflamatório.

Canabinóides no tratamento da asma

Estudos demonstraram que fumar cannabis produz broncodilatação tanto em indivíduos saudáveis ​​quanto em asmáticos. De acordo com um estudo no “British Journal of Pharmacology” (2014)… concluiu que: ”A ativação dos pré-recetores sinápticos CB1 inibe a contração colinérgica nos brônquios humanos e os efeitos inibitórios dos canabinóides na contração colinérgica podem explicar a broncodilatação aguda experimentada por indivíduos que fumam cannabis ”. [1]

Essa ação é reforçada pelo consumo tradicional de cannabis mais conhecido, rico em CBD e que contém efeitos anti-inflamatórios e analgésicos. Assim, o uso medicinal no tratamento de distúrbios inflamatórios, como a asma, é amplamente aceite pela comunidade científica. [2]

Bibliografia para Asma e Canabinóides

[1] Cannabinoids inhibit cholinergic contraction in human airways through prejunctional CB1 receptors. S Grassin-Delyle,1,5 E Naline,1,2 A Buenestado,1 C Faisy,1,3,4 J-C Alvarez,2,5 H Salvator,1 C Abrial,1 C Advenier,1 L Zemoura,6 and P Devillier1,2. Br J Pharmacol. 2014 Jun; 171(11): 2767–2777.

[2] ANALGESIC AND ANTIINFLAMMATORY ACTIVITY OF CONSTITUENTS OF CANNABIS SATIVA L. E.A. Formukong, A.T. Evans, and F.J. Evans. INFLAMMATION, Vol 12, No. 4, 1988

Outros artigos sobre canabinóides e diferentes condições.